Educação

Puizé, vocês se lembram do causo daquela família mineira em que os pais educaram os dois filhos em casa e por causa disso corriam o risco de perder a guarda dos dois, já que as otoridades do Brasil obrigam, por lei, os pais a colocar as crianças na escola, nem que seja no lixo de escola pública que se oferece nessa terra?

Puizé, o causo teve desdobramentos. Os dois garotos, Davi e Jonatas Nunes, com 15 e 14 anos, tiveram que se submeter a uma avaliação “oficial”, para testar seus conhecimentos.

Além disso, uma semana da provas, os meninos souberam por meio de um oficial de justiça que o conteúdo das provas tinha sido aumentado, dobrando o número de matérias que estavam estudando e passando a incluir questões como dissertação sobre Picasso, críticas teatrais, história do handebol, basquete e outros esportes[1]. Tudo supostamente referente a matérias da 5a a 8a séries do fundamental. Foram 4 dias de provas, com os garotos enfrentando a preocupação de que se não fossem bem, seus pais poderiam ser presos.

Puizé, mesmo assim, os garotos passaram. Com média superior à exigida.

O assunto não se encerrou. O resultado da prova serviu para eximir os pais, Cleber e Bernadete Nunes, da acusação de “abandono intelectual”, mas ainda não dispensa.

Mas, se alguém quiser saber dos detalhes do caso, talvez tenha que procurar em sites estrangeiros, como o LifesiteNews, que publicou em 2 de setembro uma longa matéria com o título “Brazilian Homeschoolers Score Surprise Victory in Showdown Against Government”. Com raríssimas exceções, já incluindo aí blogs particulares, a mídia local deu pouca ou nenhuma repercussão ao caso.





Veja também:

  • Ensinando de casaEnsinando de casa Em 2010, os pais foram acusados e multados e negarem “educação” aos filhos. Em 2012, a despeito dos empecilhos colocados […]
  • Formação ou deformação?Formação ou deformação? Será este vídeo a prova de que os critérios necessários para formar um militante doutrinado são diferentes daqueles necessários […]
  • IndiferençaIndiferença Uma criança de dez anos vai à escola com uma arma de fogo, atira na professora que fica gravemente ferida. Em seguida, atira na […]
  • Sem cérebroSem cérebro Para fortalecer a opinião em favor do aborto de fetos anencéfalos vale tudo, até criticar…o aborto. Mas é claro que para isso […]

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Deixe uma resposta