Oh my Goodle!

A piada da ocasião agora é a nova Igreja do Google, ou “Church of Google” (www.thechurchofgoogle.org).
Os proponentes da igreja do Google acreditam, com base em 09 “provas” que o Google é a coisa mais próxima de um “deus”, que a humanidade pode encontrar.

Além disso, garantem que o Google, ao contrário de outros deuses, pode preencher as expectativas de necessidades das pessoas mais do que qualquer outro “deus” tradicional, com a vantagem de não requerer fé.
As nove provas, resumidamente, são as seguintes:

  1. Google é o mais próximo de algo onisciente que a ciência pode verificar.
  2. Google é onipresente.
  3. Google responde a preces.
  4. Google é potencialmente imortal.
  5. Google é infinito.
  6. Google lembra-se de tudo.
  7. Google não pode fazer mal.
  8. O termo Google é mais buscado do que os termos Deus, Jesus, Alá, Buda, Cristianismo, Islã, Budismo e Judaísmo juntos.
  9. Há evidências abundantes da existência do Google.

À parte o conteúdo humorístico e, certamente irônico da iniciativa, muitas observações interessantes poderiam ser extraídas dessa história. Uma das mais significativas talvez seja a de como a idéia do que um “deus” deveria ser sempre é relacionada às expectativas que esse “deus” deveria cumprir em relação ao homem.

Veja também:

  • Pouca fé, pouca certezaPouca fé, pouca certeza Ao que parece, já foi o tempo em que os ateus faziam questão de dizer que não tinham nenhuma semelhança de comportamento com os […]
  • Craig X AteusCraig X Ateus Um interessante perfil do apologista cristão William Lane Craig, traçado pelo site ateísta 'Common Sense Atheism', bem como uma […]
  • Resposta a um amigoResposta a um amigo Esse texto, sobre o crer e o descrer na existência de Deus, segue um modelo um pouco diferente dos que estou habituado a postar […]

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Deixe uma resposta