Uma Mentira Conveniente

uma mentira convenienteEu considero um momento histórico. Um cientista finalmente aparece em um veículo direcionado ao público leigo para desmascarar mentiras vendidas sob o rótulo da ciência ao longo de décadas. Foi o que fez o cientista e professor Ricardo Augusto Felício ao se apresentar no “Programa do Jô” derretendo de vez a famosíssima farsa do Aquecimento Global. De brinde, ele ainda aproveitou para contestar outras “verdades” supostamente científicas incorporadas ao senso comum, apontando o buraco na teoria da camada de ozônio, abafando o Efeito Estufa e até questionando a sagrada noção da destruição da Amazônia. O vídeo está na sequência deste artigo.

Já não era sem tempo. Felício demonstrou como a construção do mito vem sendo elaborada há muitos e muitos anos, sempre com o aval de cientistas, governos e da mídia. Al Gore, político que quase se tornou presidente dos EUA, manteve-se em evidência por um longo tempo propagandeando com alarde o perigo do tal Aquecimento Global. Chegou a ganhar um Oscar com seu filme Uma Verdade Inconveniente.
Em 2009, veio a público a troca de email de cientistas ingleses sugerindo fraude em dados para favorecer a idéia de que a temperatura global estaria subindo. O  escândalo ficou conhecido com “Climagate“. Mesmo assim, muito esforço continuou-se a fazer para sustentar a história, enquanto os críticos da versão predominante eram intimidados ou ridicularizados, ainda que nem se questionasse o Aquecimento Global de forma geral, mas apenas sua a causa como sendo responsabilidade humana.

A divulgação em um veículo de mídia popular é importante, porque reduz em muito o descompasso entre o que a sociedade acredita que a ciência diz e o que na realidade realmente ela permite concluir a partir dos fatos. Por mais tardia que a farsa global tenha sido revelada, é sempre bom perceber positivamente a inversão do viés ideológico sobre o assunto, propiciando um clima mais ameno para que o patrono do movimento ambientalista atual, James Lovelock, venha a público se retratar sobre suas predições alarmistas em relação ao futuro sem ser chamado de senil e onde, de um instante para outro, os críticos da versão predominante, como é o caso de Ricardo Felício, passam a ganhar espaço na grande mídia.

Resta saber por que demorou tanto e quantas “verdades científicas” ainda estão por ser desmontadas…

Quem tiver paciência poderá gostar de ver este outro vídeo, do Ricardo Augusto Felício em uma palestra sobre o assunto. A duração é de quase 2 e meia.

Hamilton Furtado

Veja também:

  • Mais sacolas…Mais sacolas… É fácil para o poder público tomar esse tipo de iniciativa para eliminar as sacolinhas. É como o rodízio de placas: se o […]
  • Cultura da mentiraCultura da mentira A mentira não é mais simplesmente aceita, mas é esperada, ela se tornou uma prática institucionalizada na nossa sociedade e uma […]
  • O Dono da TVO Dono da TV A mais nova tentativa de controle governamental sobre a opinião pública desta vez diz respeito à televisão. Se já não bastasse […]
  • União estável de homossexuaisUnião estável de homossexuais O dia de ontem entrará para a história como o dia em que o Supremo Tribunal Federal brasileiro, por sua conta e risco, […]

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Um comentário sobre “Uma Mentira Conveniente

  1. Hahahaha… lembro do meu professor de geografia na faculdade, quando perguntei sobre designer inteligente e aquecimento global. Ele que já trabalhou na Marinha, disse: ‘Grande besteira’.

Deixe uma resposta