Polarização

cabo-de-guerraNo debate político atual, fala-se muito em polarização. A polarização, caracterizada pelo confronto acirrado de ideias que muitas vezes se consolida em grupos de ativismo, costuma ser compreendida como algo negativo. Eu, porém, não vejo a polarização como algo ruim e digo o porquê neste breve resumo.
Sabe quando não há polarização? Quando há hegemonia do pensamento, e isso só acontece quando há repressão e cerceamento. Coreia do Norte, Cuba, Comunismo. Esses são alguns bons exemplos de hegemonia do pensamento. O que acontece é que antes, até há pouquíssimo tempo atrás, o pensamento esquerdista era hegemônico, isso por conta do histórico político do país, pela penetração na mídia, na educação, no meio acadêmico. Ninguém se arriscava a se manifestar contra a esquerda. Hoje isso mudou, o povo cansou de ouvir como deve pensar e como deve viver por um punhado de elitistas que se acham porta-vozes do povo. Daí a polarização.
Em outras palavras, em nosso contexto presente, polarização é a hegemonia da esquerda sendo questionada. É claro que ela, a esquerda, não iria aceitar isso pacificamente e o que vemos então são tentativas de todos os tipos para inibir o fluxo de ideias que de algum modo entrem em confronto com o discurso dominante da esquerda.

Hamilton Furtado

Veja também:

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Deixe uma resposta