A cor de Jesus

Jesus e os discípulos
Imagem: ©FreeBibleImages

Na onda do revisionismo histórico (que nem original assim é) já temos pregadores afirmando que Jesus era negro, o que também não é de hoje. A novidade, talvez, seja a afirmação de que a representação de Jesus com pele clara teria sido uma forma que as “classes dominantes usaram para apagar a mensagem de crítica social” de Jesus.

Bom, mostrar Jesus como um negro é tão exato historicamente quanto mostrar Jesus como um loirão de olhos azuis. Jesus, muito provavelmente, devia estar na aparência, tão distante de um quanto de outro, mais se assemelhando ao padrão médio típico do povo semita sua região. Os filmes, mesmo os que tentam valorizar o realismo histórico, geralmente dão um destaque a Jesus, colocando um ator mais alto, ou roupas diferenciadas, mas ao que tudo indica, ele não possuía nenhuma distinção aparente do mais comum cidadão de sua terra, tanto é que precisou ser identificado por um beijo.

A questão, porém, nem é essa. O ponto é que se a cor da pele de Jesus fosse importante para o entendimento de sua mensagem, essa informação teria sido destacada nos registros da sua história. Se alguém pensa que a cor da pele de Jesus faz diferença na compreensão da sua mensagem, é porque ainda não compreendeu realmente a mensagem do Evangelho.

Hamilton Furtado

Veja também:

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta