Simples assim

Sorriso

A passos lentos, levada pela mão da mãe, a garotinha miúda puxava uma mochila com rodinhas, maior do que ela.
O moço, parado na calçada, a observava. E ela observava o moço.
O olhar atento, inquiridor, desconfiado
até não conseguir mais virar o pescoço.
De repente, o moço sorriu pra ela.
E ela sorriu pro moço.

Continuar lendo


Indiferença

Uma criança de dez anos vai à escola com uma arma de fogo, atira na professora que fica gravemente ferida. Em seguida, atira na cabeça, tirando própria vida. O que há de mais espantoso? A idade da criança? A premeditação do crime? Uma arma facilmente ao alcance de um menino? O ambiente escolar sendo devassado […]

Continuar lendo