O herói e o santo

mão estendida

Quando eu estava na escola, Lourenço Diaféria sempre foi presença garantida nas minhas lições de casa de Português. Na ocasião eu nem fazia idéia que ele chegou a ser preso por causa de coisas que escreveu. Foi por causa da crônica  “Herói. Morto. Nós.”, uma homenagem a um certo sargento Sílvio, que morreu salvando um […]

Continuar lendo