A volta do Orkut agita as redes sociais

Pessoal se empolgou essa semana com a notícia de que o site do velho Orkut foi reativado e com a mensagem do seu criador dizendo que novidades estariam vindo por aí.

Eu, particularmente, não boto fé. Orkut, (a pessoa, não o site) nesse meio tempo em que o Orkut (o site, não a pessoa) desapareceu, já tentou criar uma outra rede social que não vingou. Pode até ser que ele tenha algum projeto nesse sentido, mas aí está me parecendo mais que agora ele só aproveitou o burburinho em torno da mudança de mãos do Twitter, para lançar um balão de ensaio e sondar o público.

Só que o que empolga o público não é a volta do Orkut, mas sim a volta daquele Orkut. Daquele que todo mundo tem na imaginação e que na prática paramos de frequentar há mais de 10 anos, mesmo antes de acabar, é bom lembrar…
Sinto dizer que aquele Orkut não vai mais voltar. Uma boa parte daquele Orkut era feita daquele momento específico em que surgiu. Uma época em que as pessoas ainda não tinham smartphones e muitas até entraram na Internet só por causa do Orkut. Esse tempo não volta. Assim como não voltam as caravelas ou a corrida do ouro para o velho oeste.

É aquela história do rio, que ninguém pode atravessar duas vezes. Se aparecer um Orkut, ele pode até ser igualzinho ao que acabou, mas vai ser feito de pessoas totalmente diferentes…

Hamilton Furtado

Veja também:

  • PonderosaPonderosa Estava eu há alguns dias “zapeando” pelo Youtube, quando me deparei com um episódio de […]
  • cabo-de-guerraPolarization A polarização costuma ser compreendida como algo negativo. Eu, porém, não vejo a […]
  • branco sobre brancoLiberdade de expressão. Uma via de mão dupla. Se algo sob o rótulo de arte reivindica total liberdade de expressão, o mínimo que deve […]
  • intrusivoDesconhecido íntimo Facebook versão móvel avisando de nova atualização para o celular. Eu clico e descubro […]

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Leave a Reply