Heresias modernas


Hereges  sendo queimados pelo rei da França

A Idade Média costuma ser retratada como um tempo de grande obscurantismo da humanidade, por conta da associação com ideias de perseguição aos “hereges” e discordantes, queima de livros e pessoas que incomodavam as autoridades políticas e religiosas da época, muito embora essas práticas tenham ocorrido não apenas na Idade Média, mas em muitas épocas da história.

Na prática, o que muda são as autoridades da vez e as ideias que são autorizadas ou condenadas. A heresia hoje, é contrariar a seita da ideologia “progressista”, que permeia não só a política, mas a cultura, as artes, o meio acadêmico, e até a ciência. O interessante a observar é ainda hoje, tantos que sempre apontaram o dedo para uma esta época da história, rotulando-a de cima para baixo como “Idade das trevas”, condenando a destruição de livros e ideias e a eliminação física dos adversários ideológicos agora celebrando o silenciamento das vozes incomodantes nos canais de comunicação modernos, e a eliminação virtual dos seus adversários políticos (se procurarmos, vamos encontrar os que também defendem até mesmo a eliminação física).

A humanidade não aprende nunca.

Hamilton Furtado

Veja também:

  • branco sobre brancoLiberdade de expressão. Uma via de mão dupla. Se algo sob o rótulo de arte reivindica total liberdade de expressão, o mínimo que deve […]
  • Deus seja louvadoDeus seja louvado Como teísta e cristão que sou, particularmente vejo o dinheiro um objeto sujo demais […]
  • GoliathGoliath Houve um tempo, num passado bem próximo, em que a desconfiança sobre a indústria […]
  • Ciência exoneradaCiência exonerada Ciência não é um oráculo onde supostos sacerdotes buscam conselhos indiscutíveis. Tudo […]

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Deixe um comentário